Tudo sobre Vibradores – Da História aos Modelos

Tempo de leitura: 11 minutos

Vibradores, famosos no mundo inteiro por proporcionar orgasmos intensos em homens e mulheres estão cada vez mais presentes nos lares dos brasileiros, mas afinal, como eles surgiram? Quais os modelos que existem? Quais os modelos se encaixam no seu dia-a-dia? Como começar a utilizar os vibradores?

Essas e outras perguntas sobre os vibradores, nós vamos responder aqui.

HISTÓRIA DOS VIBRADORES:

Os vibradores foram criados para tratamentos contra a “histeria” no século 19. Naquela época, o desejo sexual das mulheres era tratado como doença. As mulheres eram tratadas como histéricas, para “curar” a “doença” foram desenvolvidos dos vibradores.

No século 19, dor de cabeça, insônia, ansiedade, falta de apetite (entre outros), eram tratados como histeria e o vibrador era inserido no tratamento. O tratamento não era somente com os vibradores, os médicos estimulavam o clitóris das pacientes até que elas atingissem o orgasmo. Resultado? Mulheres mais calmas e sem os sintomas que apresentavam anteriormente. Claro, os “sintomas” desapareciam por um período, sendo necessário novas sessões de tratamento.

Propaganda de tratamento médico

Lá, em 1653 (muito antes de criarem o primeiro vibrador), os médicos já faziam esse tratamento e, inclusive, contavam com o auxílio de parteiras para massagear a vagina e o clitóris. A lubrificação era feita por óleo de lírios.

Mas afinal de contas, onde estavam os maridos dessas mulheres “doentes”? Naquela época, muito pouco (ou quase não) havia preocupação com o prazer das mulheres, dessa forma, muitas vezes, as mulheres tinham relações, mas não atingiam o orgasmo, e, consequentemente, lotavam os consultórios médicos em busca de cura. A demanda foi tanta, que os médicos passaram a ter problemas físicos (dor nos pulsos e braços) e as mulheres também tinham dificuldades de fazer a estimulação (lembre-se, estamos falando de séculos atrás) e atingir o orgasmo. Esses maridos poderiam ter estudado um pouquinho para dar mais prazer às suas companheiras.

Vibrador mais antigo do mundo.
Primeiro Vibrador. Funcionava à vapor.

Devido à essa situação curiosa – e inusitada – foram desenvolvidas novas formas de estimular o clitóris. A primeira delas foi com um jato d’água diretamente no clitóris (Como se fosse a mangueirinha do chuveiro), mas o método não deu certo, o médico americano George Taylor, criou, em 1869, o primeiro vibrador (a vapor). O aparelho era grande e feio, mas levava as mulheres ao orgasmo mais rapidamente. Dessa forma “nasceu” o primeiro vibrador. Esse modelo ainda existe, é conhecido como Sex Machine.

VIBRADORES DOMINANDO O MUNDO:

O vibrador à vapor não durou muito nos consultórios, 11 anos depois, foi criado o primeiro vibrador movido à manivela, e, em 1902, foi criado o primeiro vibrador elétrico. Nesse período, os vibradores deixaram de estar somente nos consultórios (as mulheres já estavam tratando a histeria em casa), e, por esse motivo, a histeria deixou de ser tratada como doença em 1952.

Vibradores Manuais. Substituíram os Vibradores à vapor.
Vibrador à bateria.

Nas primeiras décadas do século 20, os vibradores ganharam à mídia, e, as propagandas de produtos eróticos eram realizadas livremente em revistas femininas e já contavam com diversas formas de energia. Elétricos, à bateria e manuais, os vibradores faziam parte do bem estar social.

 

Propaganda de vibradores.

Os vibradores ganharam as telas, passando a serem utilizados em filmes pornográficos, o que levou a população a ver os vibradores como produtos vulgares, e não mais como auxiliares em tratamentos terapêuticos. A indústria buscou trazer de volta o conceito terapêutico, fazendo anúncios que estimulavam os clientes a utilizar os vibradores em outras partes do corpo (para massagens por exemplo). Foram criados, inclusive, aspiradores de pó, que, ao acoplar um acessório, se transformava em um vibrador.

Propagandas de Vibradores

Até 1960, os vibradores ficaram “escondidos” e viraram conceito de vulgaridade. Após a descoberta de pílula anticoncepcional, a sociedade começou a ver que o sexo não era somente para fins reprodutivos e os vibradores começaram a voltar às revistas.

Gostou da história do vibrador? Quer saber mais? Clique aqui e aqui e conheça um pouquinho mais.

 

MODELOS DE VIBRADORES:

Os vibradores são especialmente desenhados para estimular as partes íntimas do corpo. Cada desenho foi desenvolvido para melhor estimular o corpo. Os vibradores para estimular o Ponto G, por exemplo, possui um formato anatômico para facilitar a massagem e ter mais prazer durante o uso. Aqui tem algumas dicas de como utilizar os vibradores.

Os vibradores para casal, foram desenhados para serem utilizados durante a relação, ou seja, durante a penetração. Existem diversos modelos, mas a função básica dele é sempre à mesma, estimular o homem e a mulher ao mesmo tempo. Esse modelo de vibrador é conhecido como “salva casamento” e muitos brincam que é mais barato que terapeuta. Esses modelos geralmente são confeccionados em silicone médico aveludado e alguns modelos vibram de acordo com o som e movimento que o controle sofre. Alguns modelos também são acompanhados de aplicativos para Smartphone, podendo criar a vibração que desejar dentro do aplicativo.

Como utilizar os vibradores para casal
Vibrador Bullet com duas Capsulas

Os vibradores Bullet são pequenas capsulas vibratórias que não possuem cantos e auxiliam nas massagens no clitóris e até mesmo no canal vaginal. Existem modelos com e sem controle remoto e até com dois bullets vibratórios, podendo estimular o ânus e a vagina.

 

Os vibradores Butterfly, ou mais conhecidos como borboleta mágica são famosos por serem “vestidos”, sendo super discretos e silenciosos, para serem utilizados à qualquer hora e local. Basta vestir o vibrador, lubrifica-lo e controlar os modos e intensidades de vibração para te fazer relaxar e ter momentos únicos de prazer. Esse vibrador possui modelos com e sem pênis. Os modelos com pênis estimulam o canal vaginal e o clitóris, enquanto o sem, estimula somente o clitóris. Você pode associar o butterfly com outro modelo de vibrador com penetração.

Buscadas por todos os cantos do país, as calcinhas com vibrador proporcionam conforto e prazer para massagens sensuais. Existem também dois modelos, os com e sem penetração. Escolha o modelo que mais lhe agrada e vista essa ideia.

Os modelos clássicos, são modelos mais simples, que buscam se adaptar à vários tipos de prazer, clitóris, vagina, ânus e testículos, basta coloca-lo para funcionar e massagear suavemente o corpo. Os vibradores clássicos estão presente no mercado erótico à muitos anos e satisfazem o desejo de todas as gerações.

Vibradores para Clitóris

Os vibradores para clitóris são muito utilizados para as preliminares. Já imaginou receber sexo oral e ao mesmo tempo ter uma massagem estimulante de um vibrador no clitóris?

A utilização dos vibradores para massagens sensuais vem crescendo muito e os modelos com toque aveludado são os mais procurados, por proporcionarem um toque mais confortável e prazeroso na pele.

Os vibradores para encaixar no dedo servem também para estimular o clitóris, mas são mais fáceis de serem utilizados e proporcionam maior controle durante a massagem. Confeccionados em silicone, eles possuem cerdas massageadoras para proporcionar novas sensações nas massagens sensuais.

Os vibradores de dupla penetração foram desenvolvidos para massagear o ânus e a vagina ao mesmo tempo. O vibrador possui dois formatos para penetração, dessa forma, cada local será estimulado de forma diferente e de maneira confortável e prazerosa.

Ah, finalmente, chegamos em um dos mais famosos vibradores do mundo. Presente em diversos filmes e casas em todo o mundo, o vibrador rotativo Jack Rabbit possui diversas formas de estimulação, sendo elas: Vibração, Rotação em 360º, Estimulador de Clitóris e os movimentos vai e vem, que simulam a penetração. Esse, definitivamente, é o modelo mais completo dos vibradores, proporcionando diversas formas de prazer ao mesmo tempo.

Para quem gosta de prazer anal, existem modelos que foram desenhados para penetração vaginal e anal, ah, e para quem não gosta da estimulação do clitóris, temos modelos sem o estimulador de clitóris, tendo a função de rotação e vibração do corpo do vibrador.

Quem aí é fã de sexo oral? Pois é, temos modelos especiais para  vocês, os vibradores de língua. Eles foram desenvolvidos para serem colocados na língua, para estimular testículos, clitóris e pênis durante o sexo oral.

Os anéis penianos são geralmente encontrados em dois grupos, acessórios e vibradores, o anel peniano ajuda a manter a ereção e também a retardar a ejaculação, aqui você consegue acessar um guia de como utilizar os anéis penianos. Com e sem vibrador, os anéis estimulam o pênis, testículos, canal vaginal e clitóris, transformando o pênis em um verdadeiro vibrador.

Para quem pratica ou quer praticar pompoarismo, existem vibradores específicos para o exercício. Os vibradores são desenhados em forma cônica, para facilitar a prática do exercício, que consistem em dificultar a penetração e, posteriormente, com os músculos da vagina, empurrar o vibrador para fora.

Os vibradores que simulam o sexo possuem dois formatos mais famosos. O simulador de sexo oral e a sex machine. Os simuladores de sexo oral são compostos por pequenas línguas, que massageiam suavemente o clitóris. As sex machines, lembram muito o primeiro vibrador à vapor e simulam o movimento de penetração, sendo associados com vibração.

Varinhas Mágicas, finalmente chegamos nos massageadores sensuais mais procurados do mundo. Os vibradores varinha mágica foram primeiramente desenvolvidos para massagens e hoje são responsáveis por massagens íntimas intensas que proporcionam orgasmos incríveis. Associadas diferentes capas, o vibrador ganha vida nova e proporciona diferentes formas de prazer.

COMO ESCOLHER O VIBRADOR?

Depois de conhecer um pouco da história e dos modelos de vibradores que existem, vamos dar algumas dicas para auxiliar na escolha do vibrador ideal. Primeiramente, o vibrador ideal é o que te dá prazer, pequeno, grande, potente, silencioso ou não, o que realmente importa é como você se sente em relação ao uso do vibrador. Se você for utilizar com um parceiro ou parceira, conversem e escolham juntos o vibrador, isso auxiliará muito à escolher com sucesso o seu novo melhor amigo.

Para começar a utilizar um vibrador, lembre-se, sempre é necessário utilizar lubrificante, sem ele, o uso pode ocasionar em lesão. Antes de começar a utilizar, experimente os modos de vibração na mão, para conhecer o vibrador e ir se adaptando aos poucos ao uso.

Aqui você consegue ter acesso à algumas posições para você utilizar o vibrador durante o sexo. E ainda, já pensou em mexer no vibrador pelo celular? Pois é, você pode! E já tem até vibradores com filmadora, para filmar o orgasmo por dentro. E já falam, inclusive, em vibradores ecológicos!

Algumas pessoas ainda se perguntam por que os vibradores fazem tanto sucesso e estão presentes em quase todas as listas de dicas e desejos sexuais, acredite, se você está nesse time, já utilizou e não gostou, entenda como utilizar e busque o modelo mais adequado para a sua forma de prazer e relaxamento.

Espero que tenham gostado do nosso conteúdo e que isso tenha ajudado à decidir qual o melhor vibrador para se ter em casa. Assine nossa newsletter e esteja sempre por dentro das nossas novidades.